quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Suspiro (Caio S. C.)



Suspiro

A cada suspiro
sinto que um pouco de mim
se vai.

Cada dor carregada,
aos poucos o peso que carrego,
cai.

As pilastras nada mais sustentam,
dentro deste templo
existe uma inundação,
mas de lagrimas.

Cada sorriso dado por educação
é um corte a mais no peito,
é um soco a mais no estomago
Cem quilos a mais de desespero.

Já não sei mais o que passa
dentro de minha mente,
se já me perdi,
maluco,
ou só me encontro doente.

E assim vai os dias,
os suspiros.
Veja cada dia um amor,
cada dia um amigo.

Suspire por suas dores,
por toda perda e paixão.
Suspire o ultimo sopro
que guardei no coração.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget