domingo, 5 de agosto de 2012

Minha poesia, eu e você (Caio S.C.)

"Minha poesia, eu e você."

Torno em poesia
Todo sofrimento,
Faço rimas incontáveis
Sobre um simples momento.
Faço da felicidade
Um canto,
Uma musica,
Afasta tormentos.
Um marco para se lembrar do que é bom,
Um empurrão para deixar os maus pensamentos,
Uma frase que te faça dizer "Não!"
Ou "Sim",
Para o exato momento,
Onde sua decisão
Livrará de teu esquecimento.
Quero que a poesia te inspire
A fazer algo que não te faça ser esquecido,
Uma ação que muda sua vida,
Um MUNDO,
Ou simples engarrafamento.
Então agora peço,
Da forma mais humilde,
Pegue tudo que eu digo
- enquanto me despeço -
E mude seu mundo,
- e digo ‘Adeus’, -
Faça dele melhor,
Assim como eu,
- andando já ao longe, -
Que tentei.

(Caio S.C.)

Quando acordo (Caio S.C.)


E assim que a de ser,
A cada dia morre um eu,
Um ser,
Que não voltará jamais a viver,
A antiga vida.
Mas o novo também voltará a morrer.
E ainda sim,
Sigo vivo.

(Caio S.C.)
Ocorreu um erro neste gadget