quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Amargor (Caio S. C.)


(Leia a poesia ao som de Yiruma - Kiss The Rain)




A amarga magoa do amar
Entra pela boca em um beijo
De despedida e desejo
Com anseio pelo retornar.

A amarga magoa do amor
É perder de vista
A mão que se possuía.
É perder o perfume de uma flor.

A amarga magoa de quem amou
É sentir a mesma fragrância no ar,
Pertencendo a outrem
Que tinha tornando-a singular.

A amarga magoa de quem foi amado
É se encontrar perdido,
E não ser procurado.

A amarga e dura
Cruel e fria magoa de um amor
É o sabor de ser trocado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget