quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Se foi com o tempo (Caio S.C.)



Aquelas palavras ditas

Valiam somente aquele tempo.

Hoje a passionalidade

Não passa de estranhamento.

Um olhar diferente do antigo,

Que era cheio de luz.

Com meu atual olhar acuado,

Nada mais me seduz.

Nem você,

Nem o antigo sorriso teu,

Nem seus olhos

Ou a beleza que Deus lhe deu.



Por sorte

A paixão não virou ódio.

Seus trejeitos agora são vagos,

Você não esta mais em um pódio.

Estar contigo não tem sentido,

O bater de meu coração

Tornou-se aflito,

Vivente de ilusão.

Mas agora

Deixei cessar todo conflito,

Retiro do peito a amargura e repito:

Não necessito de amores

Que necessitam ser compreendidos.

(Caio S.C.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget